O Associativismo e sua força de transformação

Para enfatizar a importância do Associativismo, nesta semana iniciamos a apresentação dos coordenadores de núcleos da ACIX, compondo a segunda edição da série: O Associativismo e sua força de transformação.

Cristiane Sbruzzi Berté, tem 47 anos. É empresária desde 2007, há aproximadamente 14 anos.

Possui graduação e mestrado em Ciência da Computação, foi professora universitária por quase 20 anos, mas sempre esteve ligada a área do comercio, mesmo durante a graduação.

Cristiane conta que em 2007, quando ainda professora, recebeu o convite de uma amiga dentista para abrirem uma loja de roupas multimarcas, em Faxinal dos Guedes, cidade onde reside. A sociedade se desfez em 5 anos, mas Cristiane persistiu no ramo e em 2020 abriu a segunda loja, em Xanxerê.

“Com certeza há inúmeros desafios, como: fazer uma boa gestão financeira, controlar estoque, treinar equipe, cuidar do marketing, investir em nosso desenvolvimento profissional, automatizar processos, acompanhar a evolução e tendências do mercado para que possamos dar boas condições às pessoas que dependem, ou dependemos, para o nosso negócio: sejam clientes, colaboradores, fornecedores ou membros de entidades as quais fazemos parte”, conta.

Sua relação com a ACIX iniciou há três anos, quando ingressou no Núcleo da Mulher Empresária (NME). Atualmente Cristiane é coordenadora do núcleo e se diz muito feliz em poder contribuir.

“Neste ano realizamos o planejamento do núcleo baseado em 3 pilares centrais: o EU (desenvolvimento pessoal), o MEU (questões relacionadas ao negócio/empresa) e o NOSSO (sociedade), pois acreditamos que são pilares firmes necessários para nossa sustentação”, comenta.

Para Cristiane, pertencer a uma entidade trás inúmeros benefícios, entre eles, a troca de experiências entre o grupo, crescimento conjunto, conhecimento.

“Pertencer à uma entidade de classe, nos garante estar sempre a par das novidades, mantendo-nos atualizados, no limite do conhecimento existente. Podemos realizar um benchmarking, ao conhecer o que outras empresas estão realizando em sua área, podemos pensar em novas estratégias de melhorias e desenvolvimento para nossa empresa. E isso nos fortalece e fortalece nossas empresas, que é o benefício do associativismo, colaboração entre empresas com interesses em comum, a fim de obter vantagens econômicas e de gerenciamento, por meio de auxilio mutuo”, pontua.

Para os empresários que ainda não são sócios ACIX, ela deixa um convite.

“Inúmeras são as vantagens em pertencer à uma entidade de classe. Você tem mais força para reivindicar melhorias no comércio local, no seu distrito industrial, você pode consumir produtos e serviços com descontos, você pode se profissionalizar por meio de palestras e cursos voltados para seu segmento. Enfim, se você também acredita e ainda não faz parte de nenhuma delas ainda, aproveite e contribua de alguma forma, principalmente se associando a ACIX”, finaliza.

WhatsApp Image 2021 05 03 at 15.16.53