​A Associação Empresarial de Xanxerê – ACIX, através da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina – FACISC, que reúne 146 Associações, e 34.000 empresas, reconhece a importância do atual momento vivido no cenário político e econômico da sociedade brasileira e, por esta razão, atendendo ao anseio de seus associados, emite o presente manifesto em razão da nomeação do ex-Presidente da República Luis Inácio Lula da Silva para ocupar cargo com privilégio de foro, na qualidade de Ministro da Casa Civil e diante das circunstancias em que seu nome encontra-se sob investigação criminal, vem se manifestar diante da imoralidade publica por considerar o ato ilegal por desvio de finalidade.

Condenamos a atitude da Presidente da República, Sra. Dilma Rousseff, que colocará o STF – Supremo Tribunal Federal diante do enfrentamento de seus próprios precedentes já manifesto no sentido de ser incabível a chamada de fuga de foro. A imoralidade da medida da Presidente da República é agravada por afetar o livre exercício do Poder Judiciário, especialmente por ser em âmbito criminal.

Também apoiamos a abertura do processo de impeachment contra a Presidente da República Dilma Rousseff, bem como processo de cassação de mandato do Presidente da Câmara Eduardo Cunha junto ao Conselho de Ética. Aliado ao cenário político conturbado em razão dos descumprimentos legais, morais e éticos deflagrados e amplamente divulgados, percebe-se a dificuldade de governabilidade da Presidente da República Dilma Rousseff, a qual nãconsegue desenvolver o importante papel de articuladora política para superar a atual crise econômica que vivemos, além de desenvolver um governo em desacordo com as promessas de campanha realizadas, reduzindo o direito à livre iniciativa e a auto-organização das empresas. É extremamente necessário – independentemente do resultado do processo de impeachment e do processo de cassação de mandato – que ocorra um imediato ‘choque  de gestão’ pois a classe empresarial não suporta mais as dificuldades impostas pelo atual governo, em uma total instabilidade econômica criada pelos fatos atuais e recentes de uma política econômica equivocada e pela corrupção, que estão destruindo, pouco a pouco, a segurança jurídica, fundamental para o mercado funcionar.

A classe empresarial, de forma organizada e pacífica, tem que demonstrar seu repúdio aos escândalos de corrupção e intensificar a exigência junto à classe política para que votem de acordo com as aspirações da população, que lhes outorgou mandato e os quais não podem, mais uma vez, arcar com as consequências da falta de planejamento e atuação ética do atual governo.

É hora de união da classe empresarial e da sociedade civil demonstrarem que juntos podemos e devemos exigir a condução das políticas econômicas, de forma a propiciar o crescimento de nossas empresas, ampliando a geração de empregos e renda, buscando o desenvolvimento econômico sustentável e de gestão responsável, aliada à necessária manutenção de nossos princípios éticos. 

Se você não está contente com o momento atual vá as ruas manifestar sua indignação com o atual cenário econômico do país e com os inúmeros escândalos de corrupção envolvendo a classe política/empresarial, os quais novamente estão recaindo sobre os ombros da classe empresarial, chamada a pagar a conta da irresponsabilidade do governo.

A FACISC defende amplamente: 

– a melhor gestão da aplicação dos recursos públicos;

– a redução da máquina pública;

– o combate total à corrupção;

– as reformas: Política, Trabalhista e Tributária.

E com base nesse posicionamento pode-se usar todos os recursos visuais de nosso sistema.

Por isso, vamos as ruas, juntos à sociedade civil – de forma ordeira e pacífica, sem qualquer interferência política partidária, e utilizando as cores verde e amarelo – demonstrar nosso amor à esta bela nação, conclamando por um ‘basta à corrupção’, objetivando a melhoria das políticas econômicas, para, assim, reativar o necessário crescimento econômico de nosso BRASIL!

Atenciosamente

Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina – FACISC